Cão Véio Brasília celebra 2 anos com novidades no cardápio

227

Da Redação
Foto: Divulgação

A franquia Cão Véio Brasília completa dois anos e para comemorar oferece novidades no cardápio. O gastropub, idealizado pelo renomado chef Henrique Fogaça, um dos jurados do programa Masterchef Brasil, adicionou nove pratos e duas sobremesas no menu do jantar, além de quatro coquetéis na carta de drinques, cada um com uma mistura diferente preparados com gin, vodca ou cachaça.

Um dos quatro sócios da primeira franquia do Cão Véio fora de São Paulo, Guilherme Lavoratti destaca a mentalidade de inovação que marcou o gastropub desde sua inauguração em Brasília, em 2017. “Foram dois anos de muito trabalho e muita satisfação. Trouxemos para Brasília um gastropub diferente de tudo o que existe na cidade. Agora, dois anos depois, seguimos inovando. Estamos lançando novos pratos e drinques para agradar aos clientes fiéis e trazer novos clientes em busca de uma experiência gastronômica”, afirma Guilherme.

As inovações no menu começam nos pratos “Para roer”. O Bicho do mato é preparado com pimenta jalapeño recheada com ragu de linguiça e queijo maçaricado. Trata-se de um prato sazonal, que depende do período em que a pimenta está disponível para colheita. Já o Espeto do cão leva o tradicional espetinho de queijo coalho a um novo patamar: é tostado com bacon e tem melado de cana com limão.

Bom pra cachorro, como o nome diz, é uma delícia que vai agradar em cheio. O bolinho de mandioca tem recheio de carne seca e tempero de pimenta dedo de moça e parmesão. Já a Matilha traz três linguiças artesanais: pernil suíno com erva doce e vinho, cordeiro com especiarias e uma terceira curada na cerveja com bacon defumado e queijo cremoso.

Ainda como prato “Para roer”, há também o Spike, que tem 300g de assado de tira Angus, servido com chimichurri, acompanhado de vinagrete e porção de pão tostado. Para quem prefere carne branca, a nova opção é o Santo mar, peixe branco empanado que tem como acompanhamento batata doce rústica com sálvia crocante e maionese de endrodill e limão.

Na parte do menu chamada “Cão Véio”, que são os sanduíches, há três adições. O Perdigueiro é um hambúrguer de frango com bacon empanado na cerveja Cão Véio IPA e leva cogumelos shimeji, shitake, portobello, alho poró, tomate italiano e cream cheese. Tudo isso no pão brioche.


O Rabugento tem 200g de carne Angus, ragú de linguiça, cheddar inglês, bacon, pimenta jalapeño assada e molho barbecue no pão australiano. E o Fumaça, servido no pão francês, leva costela desfiada, molho barbecue, cheddar inglês, mini rúcula, tomate cereja confitado e flor de sal.

Passando para a página do cardápio entitulada “Cão Doce”, a novidade feita com doce de leite artesanal com banana cremoso, sorvete artesanal de baunilha e pralinê de castanhas leva o nome de Larica do cão. E a cheesecake de goiabada com chantilly cítrico e pralinê foi batizada de Julieta.

Os apreciadores de bons drinques têm opções variadas no Cão Véio Brasília. Seja o cliente apaixonado por vodca, gin ou cachaça, vai encontrar no cardápio um coquetel para apreciar.

O Luna, por exemplo, leva vodca premium, xarope de româ e uva niágara. O Bloodhoun é feito com gin premium, vermute tinto, redução de cranberry, suco de laranja, limão, tônica e rodela de laranja. Outro que é preparado com gin, o drinque Beth tem purê de framboesa, limão, simple syrup e espuma de româ.

E o Malinois, criação do mixologista e bartender da unidade brasiliense, Victor Bianchi, leva no preparo cachaça, cointreau, redução de gengibre, shrub de maracujá e manjericão, limão e água com gás.

Dica:
Cão Véio Brasília
CLS 404 bloco C loja 35
Tel: 3257-8455
Horários de Funcionamento Terça a  sexta-feira: Cozinha – a partir das 12h até as 15h; e das 18h à meia-noite; Bar – das 12h à meia-noite sem interrupção; Sábado: Cozinha – a partir das 12h até as 17h; e das 18h à meia-noite; Bar – das 12h à meia-noite sem interrupção; Domingo: Cozinha das 12h às 16h30 e das 18h às 23h