Arandu traz histórias da ancestralidade indígena brasileira

440

Da Redação
Foto: Divulgação

De 29 de novembro a 1º de dezembro, no Centro Cultural Banco do Brasil, o espetáculo “Arandu – Lendas Amazônicas” traz para o teatro histórias da ancestralidade indígenas em forma de dramaturgia. A direção e concepção é de Adilson Dias, um menino que viveu em situação de rua na década de 1990 e que foi amparado pela arte quando morava nas ruas da Candelária, no Rio de Janeiro, e passava pelo CCBB RJ para tomar água. O trabalho de pesquisa durou um ano e meio e o diretor e autor carioca de 38 anos mergulhou fundo no universo das lendas amazônicas. No palco, uma índia vivida pela atriz macapaense Lucia Morais conta histórias da grande floresta. A entrada é gratuita.

Durante 40 minutos os espectadores (adultos e crianças) assistirão a quatro histórias: “Lenda do dia e da noite”, que fala de uma tribo que vivia em agonia por que não havia noite, só havia dia, “Lenda da vitória régia”, a história da guerreira Naiá, “A Lenda da Fruta Amarela”,  que conta a história de um novo fruto que aparece na floresta, e “A lenda do açaí”, sobre a crise de alimentos que assolava uma tribo indígena. A ideia principal é transpor o público, através de um passeio poético, para as lendas amazônicas, a um Brasil ancestral que traz na narrativa oral o veículo de perpetuação da cultura. De acordo com Adilson Dias, o espetáculo é uma contação de histórias adaptadas para a dramaturgia, bem lúdico e intimista. “Penso em trazer a plateia para viajar no mundo mágico das lendas amazônicas. Eu espero que o público se sinta como se estivesse na beira de um rio ouvindo histórias, do jeito que Lucia me contou que sua avó fazia quando ela era criança”. No dia 29, sexta-feira, haverá bate-papo com o diretor após a sessão.

“Arandu” é interpretado pela atriz Macapaense Lucia Morais que se inspirou na própria infância ribeirinha no interior de Macapá para compor a personagem – Lucia ouvia histórias contadas por sua avó na beira do rio quando era criança. “Conheci Lucia pelo Facebook, me apaixonei pelo trabalho dela com contação de histórias e a proliferação da leitura. Começamos a conversar sobre levar aquilo para o teatro e assim foi nascendo o espetáculo nas nossas cabeças”, diz Adilson.

Dica:
Arandu – Lendas Amazônicas
De 29 de novembro a 1º de dezembro. 15h e 19h (sexta), 15h e 17h (sábado e domingo), bate-papo após a sessão de sexta-feira, 29/11.
Local: Centro Cultural Banco do Brasil
Entrada gratuita (Senhas distribuídas 1 hora antes na bilheteria)
Classificação Indicativa: Livre
Programação completa: http://culturabancodobrasil.com.br/portal/distrito-federal/
Mais informações: 3108-7600 / ccbbdf@bb.com.br