Arnaldo Garcez traz nova coletânea exclusiva para a capital

248

Por Felipe Oliveira
Foto: Divulgação

“Arquitetura da Cor” é uma nova coletânea de 24 obras que Arnaldo Garcez traz especialmente em seu retorno à Brasília. A mostra estará em cartaz na Galeria de Arte da Casa Thomas Jefferson, de 26 de abril a 18 de maio. A arte de Garcez é um diálogo com o cotidiano contemporâneo. A análise e a inquietação do artista plástico fluem nas telas que retratam as questões humanas, o desassossego que se faz tão presente hoje em todos os cantos. As cores fortes dos pinceis de Garcez evidenciam a luminosidade marcante de seu traço, são um reflexo que não se intimida pela estética da exatidão. Ao analisar coletâneas anteriores do artista, o crítico de arte Alexandros Papadopoulos Evremidis (1940-2014) observou, certa vez, que a dinâmica da tinta, aliada à emoção do pintor, ora se mostra contida e ora vaza e contamina terrenos contíguos.

As telas de Garcez recebem uma mistura de materiais convencionais junto a pigmentos minerais, criando um elo único de relação com a cor. “Ela é o elemento principal do meu trabalho, sem dúvida alguma. Dentro da concepção das escolas abstracionista e expressionista, desconstruo e, muitas vezes, até desfiguro a figura humana em meu processo de criação, sempre lançando mão dessa gama de pigmentação”, revela o artista, que assina as obras atrás da tela. “A assinatura é um desenho que acaba sujando a obra. E, para mim, o mais importante é que o espectador tenha uma conexão com a pintura sem essa interferência”, pontua Garcez, que também é músico e poeta.

Dica:
“Arquitetura da Cor” por Arnaldo Garcez
De 26 de abril a 18 de maio, segunda a sexta, das 9h às 21h e, sábados, das 9h às 12h
Local: Galeria de Artes da Casa Thomas Jefferson – Asa Sul (SEPS 706/906)
Ingresso: Entrada franca
Classificação indicativa: Livre