“Olho e contenta-me ver” por Nick Elmoor

712

Por Felipe Oliveira
Foto: Nick Elmoor

A Galeria Baixo Cobogó recebe, até o dia 29 de junho, a exposição “Olho e Contenta-me Ver” por Nick Elmoor. O artista nasceu no Brasil, mas a vontade de viajar pelo mundo estava gravada em seu DNA. Os avós vieram do Líbano e de Portugal e desde criança, era fascinado com todos os relatos de lugares distantes. Como viajar era complicado, Nick se apegou às fotografias e livros.

Da avó, Laurinda Lemos, veio o carinho por Portugal e, muito antes de sua primeira visita aquele país, já adorava ler histórias dos fenícios, celtas, romanos, germânicos, mouros e cristãos na formação lusitana. Quanto mais ele lia, mais se impressionava como esse pequeno país se transformou num império marítimo, espalhando-se por quase todo o planeta e influenciando a cultura de muito além de suas colônias. Assim que teve o primeiro contato com a fotografia resolveu fazer um recorte pessoal de algumas partes daquelas tantas histórias, homenageando seus avós – documentos meramente pessoais.

Em sua primeira viagem a Lisboa, no final dos anos 80, Elmoor se emocionou ao ver de perto a arquitetura manuelina. Diante da calma e imensa fachada do Mosteiro dos Jerônimos, ficou tão perplexo que não teve coragem de fazer nenhuma fotografia. Foi embora com a promessa de voltar em outro momento e fazer um ensaio que fosse digno daquele gótico tardio. “Pensei que eu deveria entender aquilo, refletir bastante e, somente depois, elaborar alguma coisa. Minha relação com a fotografia sempre foi bem diferente do imenso universo dos que clicam sem parar. Preciso pensar antes de fazer”, afirma Nick.

Dica:
“Olho e contenta-me ver” por Nick Elmoor
De 18 a 29 de junho, segunda a sábado, às 14h
Local: Cobogó Mercado de Objetos: SCRN 704/705 bloco E
Ingresso: Entrada franca
Classificação indicativa: Livre